Projeto Post Secreto: Admirável blogosfera nova


Oi, amigos, como estão? Espero que estejam bem =)

Calor chegando, sofrência dificuldades também. Mas às vezes não tem jeito de evitar, a menos que algum de vcs tenham uma passagem só de ida pra Groenlândia. Infelizmente eu não tenho.

Mas indo ao que interessa, um dos assuntos que mais vêm ocupando minha cabeça quando eu me sento na frente do PC (o que quer dizer uma boa parte do dia) chama-se blogosfera. E calhou que eu fui sorteada na versão BETA do projeto Post Secreto, do Blogs Up, onde a pessoa escolhida tem que escrever um post sobre o tema proposto (os temas foram todos sugeridos pelos membros), e o meu tema é justamente a minha opinião sobre a blogosfera atual.

Primeiro de tudo, eu tenho meu bloguinho há quase dois anos, então não é tempo suficiente pra eu ser considerada veterana expert perita em blogs, mas foi o bastante pra entender algumas coisinhas, pra validar meus objetivos aqui e pra ver o que me agrada e o que eu gostaria que fosse enterrado de vez nesse meio.


Blogs literários ajudaram a levar a leitura a outro status

Como esse é um post especial, eu não quero começar com pontos negativos, então vou falar sobre o que mais gosto de ver nos blogs atuais: as pessoas estão perdendo o medo de suas peculiaridades e passando isso pros seus blogs, e uma prova disso é a quantidade surpreendente de blogs literários e no nicho nerd/geek. Longe de deixar a blogosfera entediante, isso deixa tudo muito mais colorido e cheio de essência, já que grande parte dos blogs geek abordam uma diversidade de temas e os literários deixam em voga algo que as pessoas estão finalmente entendendo: o bem que o hábito da leitura faz! A gente tá vivendo numa época em que o que antes era considerado estranho, chato ou ridículo é visto como cool (detesto essa palavra), e muita gente soube aproveitar isso pra investir naquilo que gosta, e até pra fazer disso sua profissão.

E aqui já entra outra coisa que mesmo cheia de poréns tem seu lado positivo: a monetização de blogs. O meu blog não é fonte de renda, mas o que acho legal nisso é que assim como acontece com o Youtube, a galera que ganha dinheiro com blog é parte de uma revolução na forma de trabalho e na maneira como  o lucro é visto. É claro que ganhar uma graninha com blog e canal ainda não é possível pra todo mundo, e a grande maioria das pessoas ainda ganha sua renda com emprego formal, mas a autonomia, especialmente se aliada à tecnologia, tem sido cada vez mais valorizada, e isso é ÓTIMO. Aquele modelo de trabalho de 40 horas semanais de segunda a sexta está FINALMENTE ficando ultrapassado, e isso pq nós das gerações Y e Z nascemos num mundo onde o lado virtual é parte do cotidiano desde muito cedo e estamos levando isso pra vida adulta, pro nosso modo de pagar as contas. Ninguém podia esperar coisa diferente quando chegasse a nossa vez no mercado.



Por outro lado, não dá pra dizer que tá tudo às mil maravilhas como na vida desse dog aí em cima, e até parece contraditório o que eu vou dizer, mas apesar de todas as transformações sociais, a facilidade de acesso à informação e a mão na roda que isso é pra criação de conteúdo, a falta de autenticidade é um problema persistente na blogosfera atual. É muito estranho que seja, mas quando vc tem um blog novo e depende muito de grupos e comunidades pra divulgação e vê todo aquele conteúdo parecido, vc percebe isso.

Um dia desses, eu tava comentando com as meninas de um dos meus grupos e falei que tem comunidades lá do G+ que pedem que os membros que entram lá pra divulgar também olhem os blogs dos coleguinhas, o que é justo. Acontece que toda vez que eu desço a barra de rolagem pra ver o que o pessoal andou fazendo antes de mim, eu me decepciono, pq cercando um ou dois posts que falem sobre algum assunto relevante, com uma foto bem escolhida e uma chamada bem escrita está um oceano de posts (quando não só de vídeos) de cor de esmalte ou de desafio de alguma coisa besta, onde a guria saiu escrevendo uma chamada às pressas sem sequer revisar o texto, e se vc leva seu blog a sério sabe muito bem o quanto a qualidade do texto influencia na imagem que o blogueiro passa. Entenda: o problema não é vc falar de esmalte, make ou seja lá o que for, mas o modo como vc faz. Se vc só joga link de qualquer jeito nos lugares, como vc acha que os visitantes vão te enxergar? Como alguém que merece ser levado a sério ou como uma criatura aleatória que só tá preocupada em aparecer? 

Os problemas que isso gera (além da óbvia decepção com a blogosfera) são muito sérios: falta de comunicação real entre bloggers, falta de diversidade, competição (pq sempre tem quem queira ser a estrelinha) e o pior de tudo, a reputação de quem tem blog vai pro lixo, já que muita gente que não é desse meio acaba formando aquela ideia imbecil de que blog é coisa de gente desocupada que só sabe falar de futilidade na rede pra receber produto de graça. Eu não tô preocupada em ganhar um centavo com meu blog e tenho o maior cuidado em escolher o conteúdo que eu publico, e acho muito triste ter que aturar esse tipo de opinião idiota por causa do comportamento de outros. Cara, blogar não é só aparecer, não é competir! Por que é tão difícil entender?


As chamadas estrelinhas são como uma ferida na blogosfera

Essa questão do conteúdo e da forma como é apresentado rende tanto pano pra manga que não dá pra falar tudo num post só, mas eu quero comentar sobre o efeito que isso tem na comunicação entre os próprios bloggers.

Eu falei das estrelinhas aí em cima, certo? Caso vc não saiba, a estrelinha é aquela pessoa que bastou ver o blog crescer um tantinho pra começar a se achar a dona da rede toda. Teve uma vez que eu entrei no post de uma garota sobre o estilo de uma blogger gringa que eu admiro. Entrei lá, e mesmo um tanto decepcionada com o texto de cinco linhas meia boca, resolvi ficar pq as fotos eram ótimas. Cheguei no final e resolvi comentar. Vi que já tinha um comentário por lá, mas que não tava respondido. Ah, tudo bem, vai que ela não teve tempo de responder, né? Afinal, o post era recente. Pois qual não foi a minha surpresa ao clicar em “Publicar” quando vi a mensagem “Seu comentário ficará disponível após aprovação”. Quê? Então, a guria escreve um post pela metade, recebe DOIS comentários e não se dá ao trabalho de responder nenhum? Moça, na única vez que eu entrei no blog da Nina Secrets vi que o post tinha mais de 300 comentários e ainda assim ela tinha respondido, ao menos, todos os primeiros, então quem és tu na fila do pão? É claro que eu não voltei mais lá.


Pra algumas pessoas, conteúdo diferenciado é tipo isso aí

Outra barreira na comunicação entre blogueiros é o preconceito contra quem prefere produzir conteúdo diferenciado. Pois é, ainda tem essa. 
Se vc divulga no G+ já deve ter percebido que as maiores comunidades ou não têm categorias específicas pra vc compartilhar seu link ou têm mas são muito limitadas. Tem algumas que não possuem nada sobre música, cinema, política ou coisas assim, mas tem beleza, make, cosmético, quando tudo isso pode ser visto (e poderia ser agrupado) como uma categoria só. Qual a lógica? Outra coisa que sinto falta é espaço pra projetos pessoais ou blogagens coletivas. Eu entro em dezenas de comunidades pra divulgar meus posts, mas me lembro só de UMA que tenha uma categoria do tipo (chama-se Projetos de blogs), e só umas duas ou três com nomes como “Aleatoriedades”, "Pessoal", “Outros”, etc.

E além da questão da falta de espaço, tem ainda aquela galerinha que quer tolher os poucos m² que nos restam, tipo aconteceu uma vez com uma amiga minha, que colocou o link do post de um thriller num grupo e uma ADM disse que removeu o conteúdo “pq considerava impróprio”. Desculpa, mas por acaso é proibido falar de filme de terror em grupo de divulgação? Desde quando? E o que significa impróprio num grupo? Se vc não sabe, eu digo: geralmente, as regras de grupos consideram impróprio aquilo que não é seguro pra comunidade, como conteúdo preconceituoso, pornográfico, de incentivo à violência e ao ódio e coisas parecidas. Existe uma diferença entre conteúdo que faz mal e conteúdo que vc acha impróprio. Se vc não quer que divulguem certo tipo de conteúdo, ainda que inofensivo, no teu grupinho, especifique isso nas regras, e não venha remover um post só pq vc não gostou.


Um beijo pra vc que acha que só de fofura e água com açúcar vive a blogosfera :*


Pois é, gente, é muita coisa que não dá pra comentar num único post, mas eu quero que vcs terminem de ler ainda hoje, então vamo encerrar esse negócio.

Eu fico muito animada com o fato de existir variedade de conteúdo na blogosfera, de que as pessoas estejam aprendendo a ser elas mesmas e gostarem disso através dos seus blogs, e que a gente consiga se conectar com pessoas bacanas, e aprender bastante com elas nos blogs, nos grupos e tudo mais. Mas eu também fico decepcionada em ver a competição e o desespero entre muita gente na blogosfera, bem como as barreiras que isso traz. Eu não queria que autenticidade e diversidade fossem características somente de blogs tido como alternativos, pessoais ou geek, já que qualquer ser humano tem capacidade pra ser original, e também não gosto de ver a expressão “conteúdo feminino” associado apenas a coisas que remetem ao físico como beleza, make e outfit, já que ser mulher é mais que ter uma carinha bonita e uma roupinha bem passada (supondo que alguém ainda passe roupa hoje dia).

Eu amo meu blog, amo produzir conteúdo, amo ler o que os outros produzem e amo as pessoas com quem me relacionei nesse meio. Problema existe em tudo quanto é lugar, e aqui não seria diferente, mas nenhum problema é capaz de suplantar aquele sentimento de ter o seu cantinho, com tudo exatamente do jeito que vc quer, e compartilhar coisas boas com outros, além de ter o retorno em forma de um comentário legal, uma conversa num grupo ou mesmo fazer do blog uma profissão.

Eu não abro mão dessa maravilha que é o mundo dos blogs, não.

Um beijo e até o próximo post! =)

Comentários

  1. post do amor!
    eu estou nesse mundo cão desde 2004 e por volta de 2008 eu saí e voltei só agora. quando saí foi quando os blogs começaram a ganhar audiência, antes disso era tudo blog pessoal (fiz um post contando um pouco como era). vi o comecinho dos blogs literários e achava bem estranho ahahaha
    agora que voltei, TUDO mudou. as estrelinhas continuam, sempre existiram!! só mudou, é diferente.
    vi muito isso da pessoa só jogar um video no post (que nem era seu video), ou jogar uma receita, jogar o esmalte da semana e sair correndo... como tu disse, isso nos difama! agora quando voltei a blogar, queria fazer resenha de tudo que gosto, make, livros, esmalte, o que der na telha. toda segunda posto resenha de esmalte, mas leia-se RESENHA. eu fotografo tudo, todas as camadas que usei, todo dia a noite tiro uma foto pra mostrar como foi a desenvoltura do esmalte durante a semana, falo sobre aplicação e pigmentação. pra mim é uma resenha de verdade. ai tu entra no blog de uma que coloca a foto da unha pronta com o esmalte, escreve um texto de 3 a 5 linhas e diz que é resenha... tenso hauhauahuahau

    isso dos grupos eu sofri, entrei nuns 20 grupos de divulgação, primeiro notei que tinha os grupos que INTERAÇÃO e os de DIVULGAÇÃO. quando percebi a diferença... saí de todos que tem a DIVULGAÇÃO como prioridade. tu entra num grupo desses e só tem link pra post, mas ninguem olha, nenhuma curtida, nenhum comentário. é só mais um no meio de milhares de links e eu não quero só jogar meu link, quero participar, quero CONHECER pessoas e blogs. to só nos de interação.

    adorei seu texto!!! tudo de bom, até a proxima o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, esse tema foi o povo do blogs up que escolheu e eles são só amor, aí foi o tema perfeito! Já faz um tempo que queria fazer um post assim de novo pq agr são dois anos de blog então eu vi um pouco mais do que qd fiz o primeiro com menos de um ano. Sabe, na vdd eu tive vários blogs no período de 2008, 2009, onde eu postava poemas e tal, e era só uma diversão, coisa bem pessoal, e eu lembro dos blogs trevosos que a galerinha dark tinha, com fundo preto e fonte branca kkkkk Felizmente hj tem um tipo de resgate dos blogs pessoais e una liberdade maior de escolha dos assuntos, mas os bloggers "comuns" ainda se prendem a assuntos "padrão", é chato que as pessoas pensem que só os alternativos possam ser autênticos qd qualquer pessoa pode criar sua "marca". Aliás eu vi tua última resenha de esmalte e gostei mt! Aquela cor é destruidora!!
      Um beijo!!

      Excluir
    2. Vou procurar esse grupo. Que bom que gostou da resenha, fico contente mesmo!!!

      Excluir
    3. Procura sim que o Blogs Up é só amor!!

      Excluir
  2. i caramba... Não respondo comentários no meu blog. Prefiro ir nos blogs dos leitores, acho que essas pessoas gostariam mais de ver um comentário bacana meu no blog delas do que uma resposta xoxa no meu blog... Estou nesse mundo cão desde 2002, Ja via algumas mudanças na blogosfera... A idéia é amar esse mundinho e produzir um conteúdo que te agrade em primeiro lugar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Calma, Camyli, eu não disse que blogger que não responde é um monstro, tá? kkkkkkkkkk Mas é que é meio contra a lógica a guria que tem uns 4 coments não dar atenção a eles, já que nem vai tomar o tempo dela, sabe? Mas a sua linha de raciocínio tmb é boa, é legal fazer algo pelos leitores nesse sentido. E sim, apesar de todos os defeitos, a blogosfera é pra ser amada e muito!!
      Um beijo!

      Excluir
  3. Antes de tudo, acho que uma grande maioria de gente deveria ler esse post. Eu adorei *_*

    Sinceramente, acho que o que faz as pessoas que não tem blog generalizarem e rotularem blogs como "espaços de futilidades femininas" é o fato de que tem muita gente por aí preocupada em fazer posts para ganhar coisas, pra imitar tal pessoa... Olha, também tenho meu blog há dois anos, nunca ganhei dinheiro com ele e não é minha meta de vida que ele se torne algo lucrativo. eu gosto de publicar fotos e textos lá, gosto de dar minha opinião sobre um assunto, gosto de mostrar lá as minhas loucuras e diferenças e gosto de encontrar pessoas que tenham os pensamentos parecidos com os meus.

    acho que as pessoas têm que começar a colocar um pico de si no post, pensar no que vai escrever, não fazer algo mecânico. às vezes meu blog fica parado, mas eu não vou simplesmente jogar qualquer coisa na caixa de texto e publicar só pra dizer que eu fiz alguma coisa.

    ainda tem muita coisa pra se resolver na blogosfera...

    de novo: adorei esse texto ❤️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luh, de minha parte tenho que dizer que esse post tá rendendo os melhores comentários que já no blog em dois anos!! Concordo 100% contigo. Parece que a blogosfera teve seu momento de "decadência" quando pessoas interesseiras entraram nela, aí td virou competição, corrida pra chamar atenção, mesmice e posts vazios. Tudo girando em torno da imagem. Mas felizmente não é todo mundo assim, e ainda tem SIM muita coisa boa no mundo dos blogs! Às vezes (ou muitas vezes kkkk) acontece tmb comigo de ficar sem ter algo relevante pra postar, mas é melhor deixar o blog em hiatus do que aparecer nele toda semana com conteúdo de baixa qualidade. Os blogs são como nossas casas virtuais, por isso as pessoas deviam cuidar melhor dos seus!
      Um beijo!!

      Excluir
  4. Caramba, como eu precisava ler esse texto! Concordo muuuiiiito!
    Eu criei meus primeiros blogs quando eu tinha 12, 14 anos... e claro que com 21 anos, muita coisa mudou e estou com outras perspectivas. Amo muita a Blogosfera e não vou deixar de amá-la.

    Eu acho super válida a questão da monetização e do reconhecimento da nossa dedicação, das novas oportunidades que surgiram para quem é blogueiro. Mas se tem uma coia que eu me incomodo demais é com a falta de autencidade! Com a falta de pessoas preocupadas em realmente interagir com o leitor e proporcionar algo significativo pra quem está do outro lado da tela!

    Eu me incomodo muito quando vou em certos grupos e quero conhecer pessoas novas, ler novas visões... e só me deparo com post de esmalte, de tag, de unha, de produto de cabelo... Claro que a temática em si não é um problema, como você mesma escreveu. Mas as pessoas reproduzem muito algo que já foi feito e quando tem a oportunidade de explorar algo, simplesmente não fazem de nenhum jeito único, bem escrito e que se diferencie de tantas coisas que a gente se acostumou a ler.

    Como falei a questão da monetização e do reconhecimento é ótima, mas é muito triste ver como isso chegou a ponto de tantas pessoas resolverem criar um blog ou um canal no youtube visando reproduzir algo que já foi feito e tentar obter dinheiro a qualquer custo, inclusive falando e se comportando de maneiras muito fúteis, banalizando a blogosfera.

    Sabe, se você procura se diferenciar você é visto como "fora do padrão" e as pessoas falam de você como se você estivesse fazendo algo errado, mas não está. Eu sinceramente acredito que essas pessoas que se diferenciam deveriam ser mais reconhecidas. Eu tenho colegas que não escrevem muito no blog, não se preocupam com a escrita dele, com a identidade visual, com a consolidação do blog, não produzem conteúdo... mas são chamadas para alto eventos só porque possuem blogs na categoria de beleza! O problema não é a categoria, mas toda a banalização da real imagem do que é ser blogueira está tendo.

    Já ouvi gente dizer que você só é um blogueiro "de sucesso" se falar sobre maquiagem e não é por aí! Sobre os comentários acho muito importante ter essa interação, eu estou pecando nisso porque acumulei muitos mas estou só esperando eu descansar da rotina do dia-a-dia e responder a todos com a atenção que merecem. Esse feedback é muito necessário. Sempre é bom desabafar hehe, e amei me deparar com teu post!

    Juhlihipy

    ResponderExcluir
  5. Siiiiiii, só para complementar hehe. Essa visão de ser blogueiro tá muito distorcida, principalmente pra quem não faz parte da Blogosfera! Uma amiga minha viu meu blog sabe, o quanto que eu me dedico nele, e ele é tão pessoal sabe, não que eu fale da minha vida abertamente, mas eu procuro sempre oferecer às pessoas o que eu tenho melhor e sempre penso em ajudá-las, em trazer conhecimento. Tanto que uma vez um cara me falou que era importante eu não ser assim, mas focar em um só segmento e atender por exemplo, unicamente mulheres de 14-20 anos. Eu não me imagino assim, me imagino falando de diversas coisas e ajudando PESSOAS, sejam elas mulheres, homens, jovens, velhas etc etc. Sei que é importante ter noção do público que te visita, do que eles gostam no teu blog, e claro que isso é super importante, mas consigo ver as pessoas que gostam do meu blog como algo concreto e um produto entende?

    Mas voltando a falar da minha amiga haha. Meu blog é bem único e tem toda a minha dedicação ali, não tem nada de produtos de resenha nem algo do tipo, não que eu não queira, mas se tivesse a oportunidade agarraria e manteria a minha essência, escrevendo de forma que pudesse agregar informações a quem está do outro lado da tela. Pois bem, a única pergunta que ela soube me fazer é "Você ganha dinheiro com teu blog como?". Eu mal tinha feito 1 mês com o meu blog. A pergunta dela foi algo do tipo "Como você ganha dinheiro com teu blog, porque eu quero ganhar de um jeito fácil assim também". Mas cara... Eu Juliana sou webdesigner, instintivamente entrei no mundo da Blogosfera, amo escrever, tenho uma relação imensa com o mundo dos blogs... tenho um blog porque eu AMO ter um blog! É muito triste ver que tem tanta gente embarcando na Blogosfera só por dinheiro e status. Eu queria mudar isso urgente!

    Juhlihipy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juh, tem coisa mais gostosa do que ler comentário-textão? Não tem kkkkkkkkk Eu entendo que que o que acaba deixando tudo "mais do mesmo" na blogosfera é o fato de a maior procura por determinado tema (resenha de produto, tag ou sei lá o quê) acabe dificultando o desenvolvimento da autenticidade, pq se já existe 1000 posts sobre batom, por ex, como eu vou escrever sobre esse assunto de uma forma que ainda não tenha sido feita? É difícil.
      E sobre o o público, a meu ver, é uma coisa que a gente não tem como prever, vai acontecendo aleatoriamente. A gente escreve sobre o que quer no blog, deixa a porta aberta pra todo mundo, mas sempre vai ter um tipo recorrente de pessoas que vc vai ver lá, o que não quer dizer que vamos negligenciar os outros, né? rs
      E sobre a monetização, pelo visto essas características ruins como fazer blog só pra ganhar dinheiro e produto fácil, são trazidas do meio social, a gente convive diariamente com gente egoísta, interesseira, e o que acontece no mundo virtual é uma consequência do que tem no mundo real, sabe? Mas o maior erro dessas pessoas é achar que todo mundo é igual a elas! </3
      Um beijo!!!!

      Excluir
  6. UHEIUEHUIEHUI adorei o box com os avisos aqui em cima
    Enfim, gostei muito do seu blog e do seu texto e preciso concordar com você.
    É uma pena que muitas blogueiras se vejam como "rivais" e achem que só porque o blog cresceu um pouco está acima de tudo e todas. Eu amo responder comentários e sempre faço isso quando possível, apesar de ultimamente estar bem corrido pra mim. Então simplesmente aceito e deixo para responder depois, mas procuro sempre retribuir o comentário de quem deixa link, mesmo que não responda o que ela comentou.
    (In)felizmente, ser blogueira é trabalhoso. São horas na frente do computador pra muitas vezes não ver o trabalho sendo reconhecido, mas vamos lá. Vida que segue.
    Eu não ganho dinheiro com meu blog e provavelmente será assim por muito tempo, mas não largo dele mesmo com todas as dificuldades que tenho enfrentado ultimamente <3
    Ser blogueira não é fácil como parece pra quem "está de fora".

    Beijos,
    Kemmy|Duas leitoras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kemmy! É preciso por regra pq senão o povo acha que só pq não tem disqus pode virar bagunça né? kkkkkk Felizmente ainda tenho tempo de responder a todos os meus comentários, e eles não são muitos, o que facilita bastante, mas entendo que quem trabalha, estuda ou faz qualquer outra coisa que toma muito tempo nem sempre consegue responder. Às vezes, eu penso que ser blogueira é como ser mãe: precisa de tempo, trabalho e muito esforço pra que tudo saia bem, e nem sempre a recompensa vem como a gente espera, mas nem isso faz a gente desistir!
      trabalhar por amor é o que é ser blogger <3
      Um beijo!

      Excluir
  7. Um dos grandes problemas é que muitas pessoas também esperam que todos sejamos como as "estrelinhas", certo dia eu quase discuti com uma amiga minha pois ela queria, como se fosse querer dela, que eu mudasse todo o conteúdo do meu blog, como se fosse dela, por um conteúdo mais "vendável". Eu não busco o estrelato, eu não busco a monetização, eu busco mostrar quem eu sou, eu busco mostrar coisas que me interessa, que me acrescentam, me abro sobre meus sentimentos. E quando rodo blogosfera afora busco sinceridade nas leituras, nas resenhas, em qualquer tipo de conteúdo.
    Amei a leitura :)

    Blog Insaturada
    Facebook
    Instagram do blog
    Instagram Pessoal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois então, como não bastasse tudo o que a gente tem que passar! </3 Eu acho que se a pessoa quer fazer as coisas do jeito dela, que faça, mas que também deixe os outros fazerem suas escolhas! Em vez de querer te moldar aos gostos dela, tua amiga podia te apoiar e incentivar por vc fazer algo que fuja do óbvio, sabe? Num mundo onde tudo o que interessa é a imagem, ter essência é uma vitória! Eu também vou à caça de sinceridade quando passeio pelos blogs ^^
      Um beijo!!

      Excluir
  8. Excelente post! A verdade é que a blogosfera está atolada na mesmice. E o pior é que nem é porque as pessoas gostam de coisas parecidas, mas sim porque elas viram que o jeito tal deu certo para uma pessoa e querem copiar! Parece que todo mundo quer seguir uma "formula X de sucesso" e isso me dá uma agonia imensa :( Lógico que todo mundo quer ser reconhecido, mas que seja por, primeiramente, ser você mesmo e por seu trabalho, sua dedicação. Antes eu até cheguei a pensar que uma hora esse tsunami de "vou fazer um blog para ganhar ~mimos~", mas não, a coisa se alastrou e continua indo... onde é que isso vai dar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é isso que eu penso, inclusive já vi no youtube entrevistas com bloggers que comentaram sobre essa modinha de querer criar blog pra ganhar produto. A meu ver é um reflexo da soceidade, sabe? Ainda tem gente que acha que pra ser bem sucedido na vida é preciso seguir uma fórmula específica, que exclui circunstâncias pessoais e outras peculiaridades. Mas também pode ser preguiça, pq é muito mais cômodo seguir algo que fulano fez e que parece ter dado certo do que dar seus próprios tiros no escuro pra alcançar o seu sucesso </3
      Um beijo!!

      Excluir

Postar um comentário

Essa é a box de comentários do A L L M I N E !

Allons-Y pra quem tem algo legal pra falar e não quer saber de disqus ou verificação de palavras! A box é do próprio Blogger, mas tá liberada pra todo mundo! Também, quem leu com atenção e tem alguma ressalva, elogio, experiência bacana pra contar e qualquer outra coisa que acrescente ao assunto do post ou tem alguma dúvida sobre o que foi falado, pois eu modero e respondo todos os comentários. Pra saber quando seu comentário foi aprovado, marque a opção “Notifique-me”!

Agora, Bye Bye Beautiful pra vc que só aparece pra jogar link e sair correndo, vem spamar, sai por aí carimbando “Amei!” e “Adorei!” mas não diz nada que acrescente ao post, é a (o) louca (o) do “Segui, segue de volta?” ou é troll e vem aqui ofender, vomitar preconceitos e perturbar os outros leitores com suas artes malignas. Volte para a sombra!

Leram essa semana