Introspectre: Leaves' Eyes, anatomia, zumbis e proxies




*Evanescence tocando em algum lugar*


Oi, amigos, como estão? Espero que estejam bem =)

Mas é difícil não estar bem quando se está embaixo de um cobertor bem fofinho com coisas legais pra assistir e chocolate quente, certo? *-* Hj tô passando pra contar um pouco do que tenho feito pra aproveitar esses dias frios (ou nem tanto) em casa mesmo.

Primeiro de tudo, separando roupas pra lavar (claro, não é pq tá frio que a gente usa roupa suja aqui em casa u.u). A gente ainda vai verificar quais vamos usar e quais vão pra doação.

Nesse exato momento, tô pensando em como a gente tá precisando de um computador novo. A minha irmã cansou de perder os trabalhos da escola em PC velho. E eu preciso de no mínimo meu próprio notebook pra não ficar dependendo de PC imprevisível e poder editar os posts em qualquer parte da casa, sabe? Se a vaga de emprego que eu tô paquerando me quiser de volta, o primeiro salário já tem destino certo hehehe

Estive fazendo as programações de posts pros próximos meses e não consegui encontrar espaço pra resenhas de livros. So sad. Mas a verdade é que eu tenho uma preguiça mortal de fazer resenhas tanto quanto eu amo ler (vai entender). Mas a minha mais recente leitura (concluída) merece uma palavrinha: o livro se chama A Lição de Anatomia do Temível Dr. Louison, e é do brasileiro Enéias Tavares. É um livro meio clássico, meio futurista, meio steampunk e meio policial, não necessariamente nessa ordem, e junta os personagens criados pelo autor com outros bizarros da literatura clássica brasileira, como o Solfieri de Noite na Taverna, pra citar um exemplo supremo.

Sobre música: como disse antes, eu mal consegui procurar por coisas novas esses dois últimos meses (março e abril foram uma bela droga pra mim, em vários sentidos). E mal acredito nisso também. Mas uma coisa engraçada que aconteceu foi eu ter ressuscitado paixões da adolescência. Isso mesmo, hello gothic metal my old friend.

Uma banda que seria muito bom vcs conhecerem no meio disso tudo é o Leaves’ Eyes. Eles são da Noruega e fazem uma mistura de metal com música tradicional celta. Do nada resolvi fazer um tipo de coletânea, e fui fuçando em toda a discografia deles. Aliás, recentemente eles trocaram de vocalista: a Liv Kristine, que esteve com eles desde o comecinho, saiu pra se dedicar à carreira solo. Teve gente que não curtiu muito, então uma saga a la Nightwish é esperada, maaas... a vida segue. Sorte pra Liv, sorte pra banda. Mas vale ressaltar que o mais recente disco deles é o King of Kings e ainda é com a Liv os vocais. Vão lá ouvir e despertar seu lado guerreiro medieval com Swords in Rock. Mas além do Leaves’ Eyes, também andei ouvindo Lacrimosa, Lacrimas Profundere, Hydria e o Within Temptation (que na verdade nunca saiu totalmente da minha playlist).



Apresento pra vcs o Leaves' Eyes o/





Mas saindo um pouco das trevas também resgatei minha paixão por Original of the Species do maravilhoso U2. Ela é tão emocionante e soa tão futurista/scifi que não pude evitar escolher como minha maior inspiração pros projetos que ando desenvolvendo nessa vibe.

Sobre o que eu tenho assistido: Enfim, consegui chegar ao fim da temporada 4 de Once Upon a Time *-* Vai ser muito fácil colocar essa série e outras em dia agora que fiquei órfã de iZombie, que terminou de um jeito que pareceu compensar toda a falta de ação da temporada. Aliás, eu sempre disse que zumbis eram as criaturas que eu menos gosto (e é verdade), mas eu me apaixonei por essa série de um jeito que não vou conseguir explicar pra vcs. Eu queria muito saber quem aqui curte, e pfv evitem comparações bestas com TWD, pq enquanto nessa última o apocalipse zumbi já aconteceu, na primeira a galera tá fazendo de tudo pra evitar... só não se sabe se eles vão ter sucesso na próxima season.










Uma outra série que resgatei depois de meses parada no PC foi o anime pós apocalíptico Ergo Proxy (pois é, também gosto de animes, got ya). Ele só tem 23 episódios que te dão um nó na cabeça do primeiro ao último, e como eu tinha parado na metade, achei por bem recomeçar do ep 1. Aquele tipo de historia que se vc perder um único capítulo, vai ficar sem entender bulhufas.

Mas pra vc não ficar perdido, uma explicação bem básica: em algum lugar no futuro, ocorreu um desastre ambiental que ferrou com o planeta inteiro e obrigou os humanos restantes a viverem em cidades protegidas chamadas de Domos. A história se passa sobretudo no domo de Romdo, onde um vírus tem infectado robôs de todos os tipos fazendo com que eles adquiram consciência.e se rebelem contra os humanos. No meio desse caos todo, tem um imigrante chamado Vincent Law, um sujeito sem memória que é perseguido por um Proxy, uma criatura com a qual ele tem ligação... mas vcs vão ter que assistir pra saber qual é hahaha O fato é: se vc curte drama, futurismo, suspense e filosofia, esse anime pode ser um presente pra vc <3





Cena de Ergo Proxy: "Mesmo que o que exista à frente seja uma realidade dolorosa, eu vou fazer o que for preciso".




E tá aí um pouco do que eu tenho feito pra passar o tempo ^^ Espero que tenham gostado e me digam o que vcs andaram fazendo/assistindo/lendo/ouvindo nos últimos dias, pois quero saber se a gente tem alguma preferência em comum *-*


Um beijo e espero vê-los no próximo post! =)




Comentários

  1. Oi, Deborah! Me senti pertinho de vc, como se tivesse conversando com uma amiga próxima, pela maneira como vc nos deixa confortáveis lendo o que vc escreve! Pra falar a verdade, não conheço nenhuma das bandas que vc citou, mas temos algo em comum:::: Once upon a time! Sou APAIXONADAAAAAA por essa série! Ultimamente, ando bastante sem tempo pra ela ou pra qualquer outra, por conta da faculdade e do estágio. Mas, sempre que posso, arrumo um tempinho pra colocar as séries em dia! Amo TVD! Sempre arrumo um tempinho pra assistir hahah Beijos! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee! Que bom que vc se sentiu à vontade aqui, mulher! Essas bandas não são mesmo muito conhecidas senão pelo pessoal que curte um som mais pesado, só que não se intimide não, se joga que é música boa haha Agora, OUAT foi uma paixão ao primeiro episódio, não tenho nem palavras pra explicar isso *-* Só um P. S.: Acho que vc confundiu as abreviaturas: é que eu escrevi TWD (The Walking Dead), e não TVD (The Vampire Diares), já que o assunto é zumbis... Mas tudo bem, acontece! :P
      Um beijo1

      Excluir
  2. Não conheço nenhuma das banda, mas confesso que isso não me fez perder a vontade de continuar lendo. Sua forma de escrita faz a gente se sentir a vontade como se estivéssemos conversando, adorei isso!
    Sucesso pra ti!
    bijokas<3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Thay, que bom que vc curtiu a escrita! Um beijo!

      Excluir
  3. Adorei sua escrita! Nem senti que estava lendo o post, sério. Bom, eu também tenho muita preguiça de fazer resenhas, primeiro porque sou muito perfeccionista e segundo porque não estou tendo tempo pra ler então os livros que curto são antigos e não lembro detalhes. :(
    Assisti Once Upon a Time até a segunda temporada, mas depois me senti um pouco perdida na série... Atualmente só assisto TWD e HTGAWM.

    Me chama de Bella

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isabella, a minha preguiça nem é tanto pelo perfeccionismo, sabe, é mais por eu curtir a leitura e depois não saber muito bem por onde começar se quiser falar da história kkkk Eu tinha parado com OUAT um tempo atrás, mas decidi voltar e não me arrependi! As últimas temporadas são melhores do que aquelas duas primeiras! TWD larguei de mão na quinta temporada pq perdi a paciência, e HTGAWM não vi ainda...
      Um beijo!

      Excluir
  4. Quantas dicas boas! Fiquei bem curiosa com esse livro, até por ser de um brasileiro, e eu não tava dando nada por essa série de zumbis mas você acaba de me deixar curiosa a ponto de querer baixar o primeiro episódio!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E normalmente a gente não encontra muitas histórias desse tipo escritas por brasileiros, né? Isso que me chamou mais atenção! Quanto a iZombie, baixa sim que é boa, é meio comédia, meio policial, se vc curtir esses gêneros pode ser que te agrade!
      Um beijo!

      Excluir
  5. Adorei o post, fiquei curiosa com essa banda Norueguesa que você citou, parece bem interessante, vou pesquisar pra ouvir.
    Também amo ler e tenho certa dificuldade pra escrever resenhas, preguiça mesmo hahah
    Beijos!
    A Menina da Janela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Laura, se a tua vibe for metal com uns toques líricos e referências medievalistas, acho que tu pode gostar deles, sim! E pode crer, resenha é legal mas é trabalhoso kkkkkk
      Um beijo!

      Excluir
  6. Bom frio é sempre muito bom para filminho, chocolate quente, pipoca, mas a onda de lavar roupa aiiiiiiii, não me agrada muito, mas não poderia deixar de parabenizar pelo esforço de separar roupas para doação, defendo esta onda de o que não me serve mais será muito útil a outros. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lavar roupa é uma missão sofrida no frio, né Ana Paula? kkkkk Mas quanto a doar as roupas, nm é esforço, sabe, pq não custa nada a gente tirar um tempo pra fazer algo por quem precisa (e o inverno paulista é sempre complicado pra quem tem poucos meios!)
      Um beijo!"

      Excluir
  7. Ah, que post lindo <3
    Me senti lendo um diário ou em uma conversa com você, kkk. Uma dica sobre resenhas de livros é: Tente imaginar que estar conversando com alguém sobre ele. E pronto. Você acaba escrevendo sem nem perceber.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A intenção do estilo super informal que eu uso aqui e bem essa kkkkk Mas fico feliz que vc tenha se sentido bem aqui ^^ E mt obg pela dica de resenha, pq talvez funcione melhor comigo do que texto analítico que é o que sempre fiz (qd tava afim kkkk)
      Um beijo!

      Excluir
  8. Adoro séries com história distópicas! Mas não vi izombie ainda, mas vou dar uma procurada sim! Sobre Leaves Eyes, eu tenho a impressão que já conheço de algum lugar, eu adoro essas misturas entre gêneros que parecem super distantes mas que uma banda como essa consegue transformar em algo incrível!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda, quando a gente põe uma pitada pós apocalíptica fica ainda melhor, não? Mas procure sim por essa série que é ela um amor <3 E o Leaves' Eyes tem uma discografia de um tamanho razoável, então vc não vai ficar perdida se procurar pelas músicas rs
      Um beijo!

      Excluir
  9. Das bandas que você citou só conhecia Hydria, mas vou pesquisar as outras e ouvi. Ahh, eu estou (ainda) assistindo iZombie e estou amando! Gostei bastante do se post.
    Beijão

    Um Momento Qualquer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sara, a Hydria foi a última que conheci, de todas essas! Mas procure pelas outras que elas são tão boas ou quem sabe até melhores! Quanto a iZombie, diz se não é a melhor série que tu já viu? *-*
      Um beijo!

      Excluir
  10. Deborah!
    Amei a forma como você escrevo, adoro U2 e Lacrimosa conheço um pouco, as outras bandas que você citou não conheço!
    Mil beijos

    http://senhoritamarmelada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carolina, U2 dispensa apresentações, né non? *-* As outras bandas seguem a linha do Lacrimosa, mas talvez não soem tão melódicas ou poéticas quanto essa banda. De qualquer forma, pode ser que vc curta ;)
      Beijos pra ti!

      Excluir
  11. Menina vc assisti iZombie eu amo essa série não sei se porque na minha loucura imagino que um apocalipse zumbi não seria muito diferente da série. Fora que ela foge totalmente dos temas zumbis que estamos acostumados a ver. Adorei seu post, bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gesiane, muita gente fantasia com TWD e tal mas na real, um apocalipse zumbi começando numa cidade grande seria tipo iZombie mesmo! E sempre achei que se eu fosse zumbi, não seria muito diferente da Liv! É muito legal que a série tenha fugido à regra!
      Um beijo!

      Excluir
  12. Que post gostoso, adoro "resuminho".
    Sobre as resenhas de livros: porque você não começa falando um pouquinho sobre os últimos livros lidos. Tipos "4 últimos livros", depois você vai evoluindo. Eu costumo falar de livros lá no blog (quando eu tô postando normalmente kkkk), mas nem sigo regrinhas, só vou falando coisas sobre o livro mesmo ahahah.
    Pergunta rápida: Epica é gothic metal? ahahahahah Amo Epica, mas não sei onde se encaixa. Sempre que vejo Within Temptation em algum lugar, lembro de um amigo querido que tentou me fazer ouvir há vários anos, mas eu não gostei na época. É até estranho, porque gosto de metal melódico (?) kkk
    Eu assisto tanta coisa ao mesmo tempo, que acabo abandonando algumas séries. Com Ouat foi assim, parei na segunda temporada. Dei uma surtada esses dias no facebook por causa de um gif da Emma com o Ganho <3 <3 Quis morrer do coração ahahahahah Preciso voltar a assistir, só não sei como vou encaixar ela no meu tempo novamente :x
    Vou dar uma olhada em Ergo Proxy, tenho quase certeza que já ouvi esse nome, mas não sabia nada sobre ele. Eu terminei de ver Blood C e fiquei tão puta da vida com aquele plot twist que resolvi assistir só shoujo por uns tempos para ver se me acalma hahahahahaa
    bj bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gabi o/
      Fora que esse é o tipo de post mais rápido e fáil de fazer, né? Uma bênção pra gente preguiçosa kkkkkkk Mas vou anotar sua dica sobre os livros, até pq parece mais interessante do que ler resenha de um só! Quanto ao Epica, sim, pode ser considerado gothic metal, mas symphonic também é um bom rótulo (arg!). Eu não curto muito o som deles, mas sou apaixonada por WT, que tem músicas tão "épicas" quanto eles! kkkkk Eu acabo fazendo a mesma coisa que vc quanto às séries, mas nem é por falta de tempo, sabe, é que eu enjoo fácil das coisas :P Atualmente tô vendo a Emma abraçando sua trevosidade haha mas quero saber no que isso aí vai dar! E eu não sei pq, mas acho muito convincente ela e o Gancho (me apedrejem kkkk)
      Um beijo!!

      Excluir
  13. Tinha uma amiga que amava essas bandas que você citou, não são muito minha praia mas acabei conhecendo por causa dela.
    Eu tô pra começar iZombie há um tempão, mas tô sempre enrolando. Vou ver se consigo começar no fim de semana.
    E não conhecia esse anime que você disse no post, mas parece ser interessante a história.
    beijoos

    http://luddzilla.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O HM e o gothic metal também não eram minha praia até eu conhecer pessoas que curtiam hahaha E iZombie não é aquela coisa pós apocalíptica destruidora, mas por outro é bem "realista", sabe? Talvez vc curta ^^ Esse anime não é tão conhecido, também, e eu só fiquei sabendo dele pq uma das principais personagens se aprece mt com a Amy Lee :P
      Um beijo!

      Excluir
  14. Você ressuscitou uma paixão da sua adolescência e da minha tbm! Eu não lembrava de Leaves' Eyes, mas Lacrimosa eu ainda ouço até hoje... E faz uns 10 anos dessa minha época! Eu tinha uma banda nesse estilo, tocava baixo. Eu era meio bizarra mas a banda era massa e durou mais de dois anos... Fizemos vários showzinhos kkkk Talvez eu fale sobre isso um dia no blog, ou não!! hahaha mas me identifiquei com você já no primeiro post que li! ^^
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal, achei alguém pra compartilhas as trevas comigo!! kkkkkk O Lacrimosa também é uma grande paixão minha, desde o tempo do Orkut, quer dizer, também conheço faz uns 10 anos! Na minha opinião são melhores que o Leaves' Eyes (que conheci mais tarde), as letras são maravilhosas e os arranjos musicais e visuais nem se falam! Mas quero saber mais sobre sua banda, então me avise quando postar sobre ela!
      Fiquei feliz com teus comentários! Um beijo!!

      Excluir

Postar um comentário

Essa é a box de comentários do A L L M I N E !

Allons-Y pra quem tem algo legal pra falar e não quer saber de disqus ou verificação de palavras! A box é do próprio Blogger, mas tá liberada pra todo mundo! Também, quem leu com atenção e tem alguma ressalva, elogio, experiência bacana pra contar e qualquer outra coisa que acrescente ao assunto do post ou tem alguma dúvida sobre o que foi falado, pois eu modero e respondo todos os comentários. Pra saber quando seu comentário foi aprovado, marque a opção “Notifique-me”!

Agora, Bye Bye Beautiful pra vc que só aparece pra jogar link e sair correndo, vem spamar, sai por aí carimbando “Amei!” e “Adorei!” mas não diz nada que acrescente ao post, é a (o) louca (o) do “Segui, segue de volta?” ou é troll e vem aqui ofender, vomitar preconceitos e perturbar os outros leitores com suas artes malignas. Volte para a sombra!

Leram essa semana