Tutorial: Caderno artesanal/ vintage journal




Oi, amigos, como estão? Espero que estejam bem =)

Há muuuito tempo me propus a fazer esse post e (finalmente!) ele está pronto \o/

A ideia de fazer um diário artesanal (ou vintage jornal, caderno vintage) surgiu há bem mais tempo.

Eu sempre gostei de coisas que lembrassem os velhos tempos, e acho que minha queda por livros/cadernos/diários antigos surgiu no clipe de Good Enough do Evanescence, quando a Amy tira o diário da prateleira e começa a escrever nas folhas amareladas <3 Sabia que era possível fazer em casa, mas não tinha certeza se conseguiria fazer um. Andei vendo tutoriais no YouTube, mas achei algumas partes um tanto complicadas, sem contar que alguns materiais usados eram caro$. Eu queria fazer um que fosse simples, com materiais em conta e que tivesse algo da minha personalidade, e eis a minha primeira tentativa.

As fotos foram tiradas com a câmera do celular, por isso me perdoem por não terem ficado muito boas, mas espero que ajudem. Lembrando que esse é o primeiro tutorial que publico aqui e com certeza não será perfeito (além do que, se vcs repararem, as fotos foram tiradas pela casa toda, pois o trabalho não foi feito num dia só =P). Quem sabe nos próximos consigo algo mais “profissional”?



Antes de tudo, o material:

- Folha sulfite (no meu caso, usei um pacote de 100)

- Café frio e algodão pra envelhecer as folhas

- Barbante fino

- Agulha grande ou furador para as folhas

- 1 folha de papel camurça

- 1 folha de papel de presente

- Folhas de revista

- Capa dura de caderno (2, pelo menos)

- Cola quente

- Cola branca


1 A primeira coisa a se fazer é preparar as folhas. Eu dividi as minhas em quatro grupos de 25 e as dobrei ao meio. Cada um desses grupos de folhas se chama assinatura (eu só vim descobrir isso há pouco tempo XD).









2 Para “envelhecer” as folhas, é só colocar um pouco de café frio numa xícara, umedecer uma bolinha de algodão e passar dos dois lados de cada folha. Pra secar, vc pode deixar em algum lugar e esperar o tempo fazer o trabalho, ou então usar um secador ou passar no ferro se quiser terminar mais rápido. No caso do ferro, as folhas vão ficar com vincos, o que eu achei legal, pois aumenta a impressão de que o material é velho. Também é importante dobrá-las no meio e fazer um vinco antes de passar o café, pois assim vc saberá o lugar exato de furar a folha e não vai correr o risco de rasgar se for tentar dobrar depois que ela estiver umedecida. A foto tá com baixa saturação, mas dá pra ver a diferença logo quando vc passa o café no papel:








3 Quando acabar o processo de “envelhecimento” e secagem, é hora de montar as assinaturas. Junte as folhas, sem se preocupar em colocá-las muito alinhadas, pois os diários antigos não eram perfeitos como os cadernos de hj, e tmb é virtualmente impossível deixar tudo perfeito no estado em que as folhas ficam depois que secam. Abra as assinaturas no meio e marque com a régua o lugar onde os furos serão feitos.



Nessa foto ficou difícil ver os lugares que marquei com caneta, mas foram quatro pontos, dois no meio e dois nas extremidades



4 Use uma agulha grande pra furar as folhas. No meu caso eu usei uma agulha de costura antiga que minha mãe tinha por aqui, mas pode ser um furador ou qualquer instrumento mortal que vc tiver em casa (risos). Nessa parte, tmb, é preciso ter paciência, pq furar papel não é o mesmo que furar tecido, então é bem provável que vc terá que furar as folhas aos poucos. O importante mesmo é que os furos fiquem com o maior alinhamento possível, pra facilitar na hora de passar o barbante.


Depois que os furos estiverem feitos, comece a passar o barbante (essa, eu já aviso, é a segunda parte mais chata depois da agulha). Vc pode usar a agulha ou o furador pra aumentar um pouco os furos caso o barbante não consiga passar (por isso mesmo é melhor usar um barbante fino). Eu comecei passando pela parte de cima da folha e dando um nó apertado mas com cuidado pra não danificar muito as folhas. Isso ajuda na continuação do serviço, pq impede o barbante de escapar de onde ele já passou.



Essa é a parte superior do lado de fora da assinatura. Faça o nó aí



Esse é o lado interno da assinatura. Preste atenção ao caminho que o barbante tem que fazer.





Esse é o lado inferior externo da assinatura, onde o caminho do barbante acaba e vc parte para a amarração 



5 Quando finalizar essa parte, é hora de amarrar. A amarração deve ser feita na parte de fora da assinatura. Eu amarrei uma vez no meio, apertando o barbante pra não deixar as folhas “folgadas”, e depois amarrei na parte de cima. Então, é só cortar o que sobrar da linha.


Agora, vc vai fazer o mesmo com as outras assinaturas.




Essa é a parte central externa da assinatura. Amarre primeiro aí.



Esse é o canto superior da assinatura. Amarre aí pra finalizar e corte o que sobrar do barbante.



 Está pronta a assinatura =)







Esse é o volume de uma única assinatura.



6 Quando todas as assinaturas estiverem prontas, chega a parte da capa, que é mais fácil. Use uma das assinaturas pra medir o tamanho da capa, que tem de ser um pouco maior que o espaço ocupado pelas folhas. Eu deixei uma sobra de uns 2 ou 3 cm nas bordas. Faça a marcação do lado de dentro da camurça com uma régua. As partes arredondadas eu fiz à mão mesmo, depois de medir a altura e a largura com a régua. Agora é só cortar.



Deixe pelo menos 2 ou 3 cm de diferença de tamanho entre a camurça e as folhas



Essa é a parte central da assinatura sobre a camurça (ignore as medidas na parte superior, foi um erro)



Aqui, a camurça já cortada



Repare na diferença de tamanho entre a capa e a assinatura
(ignore a mancha de café na toalha, é só acidente de trabalho =P)



7 Essa parte é a mais boba de todas. Pegue as folhas de revistas velhas e faça picadinho delas. Depois cole os pedacinhos na parte de dentro da camurça, como se fosse um mosaico. Faça pelo menos duas camadas com isso, pois vai servir pra dar um pouco de firmeza à camurça e flexibilidade na parte central onde vc vai colar as assinaturas, mas isso a gente vai ver mais pra frente em detalhes. Não se preocupe se os pedacinhos ficarem sobrepostos. O mais importante é não passarem da camurça. Nem precisa esperar a primeira camada secar pra começar a segunda (pelo menos eu não quis esperar, mas faça como achar melhor).







8 Quando estiver tudo seco, pegue 2 capas duras de cadernos que vc não usa mais, meça seu tamanho em relação à camurça, corte o excedente e cole com cola quente sobre a camada de folhas de revista, dos dois lados. Não é preciso colar um pedaço de capa dura na parte central, onde vc vai encaixar as folhas, pq vc vai ter de fazer furos nessa parte e isso vai ser impossível se vc colocar capa aí. Provavelmente vc vai precisar de duas capas, uma pra cada lado. Um detalhe importante: antes de colar as capas de caderno, junte as quatro assinaturas na parte central da camurça e marque no lado interno o espaço que elas ocupam.




Meça o espaço ocupado por todas as assinaturas no centro da camurça





As capas que eu usei eram em tamanho grande, então precisei cortar. Mas se vc encontrar capas de tamanho médio, será bem melhor =)



9 O papel de presente é mais um mimo do que uma necessidade na montagem do caderno. Quando as capas estiverem secas, vc vai medir o tamanho do papel de presente, cortar igual à camurça e colar do lado de dentro. Quando vi esse papel com esses desenhos de vitrola e jukebox, não resisti: T I V E de comprar. Aqui eu também preferi usar cola quente.




Aqui o papel de presente já está cortado com as medidas certas
(ignore o fato de haver material que eu não usei aí =P)



10 A montagem do caderno é parte mais tensa. Vc vai colocar uma assinatura de cada vez: primeiro, meça com a régua aonde a capa será furada; depois que fizer os furos, pegue um pedaço de barbante, amarre na assinatura, passe pelos furos e amarre o final, o mais firme possível.  Por mais cuidado que vc tome com essa parte, a assinatura não vai ficar perfeitamente agarrada à capa, então use cola quente pra grudá-la também. Vc vai fazer isso com todas as assinaturas. Deixe o caderno secar fechado, o máximo de tempo possível.



Aquele pontinho preto perto da minha mão é o furo que fiz na capa. é por ali que o barbante vai passar primeiro. Só fiz dois furos, um na parte superior e outro na inferior. Essa é a parte superior.



Essa é uma assinatura colada e amarrada à capa.



O barbante vai ficar assim do lado de fora



11 Na finalização das bordas eu fiquei um pouco em dúvida (novamente, é minha primeira tentativa nesse sentido). Com o que sobrou da camurça, eu cortei tirinhas de uns 2 cm, e fui colando ao redor da capa, pouco a pouco, dobrando a tira de modo que metade ficasse do lado de fora e metade do lado de dentro, e depois deixei secando. Eu usei cola quente, mas não tenho certeza se teria sido melhor cola branca escolar (se vc achar a branca melhor, use-a).






E por último, algumas fotos do resultado =)












Então é isso ^^ E pra encerrar o post, o clipe de Good Enough, do Evanescence o/

Um beijo e até o próximo post! =)
 






Comentários

Leram essa semana