Random + Playlist: A forest to a good trip e resumo de agosto


Oi, amigos, como estão? Espero que estejam bem =)
Caramba, e realmente esperava escrever mais aqui em Agosto, já que é um mês tão longo, mas... engraçado que só consegui me sentar e escrever para o blog essa noite em que está chovendo (detalhe: a primeira noite de chuva nessa cidade EM AGOSTO). É o primeiro dia de inverno com cara de inverno que temos aqui em semanas, pois os últimos dias tem sido de sol forte e tempo aberto, coisa quase impossível nessa época do ano, pelo menos em SP. Parece que minha vontade de trabalhar está fortemente ligada ao clima. Mas enfim... Eu realmente achei que conseguiria fazer bastante coisa em Agosto, mas não. Ele é um mês diferente dos outros, como muita gente diz. E eu tinha de nascer justo nele ‘-‘

Um pouco do que tem acontecido por aqui: 

Finalmente (sim, finalmente) consegui arranjar tempo pra terminar a leitura do livro Moça com Brinco de Pérola, e embora o final tenha me deixado decepcionada, quero falar dele num próximo post. Ele merece uma resenha mesmo com uma conclusão meia boca.

Desde que li essa reportagem sobre um garoto com Asperger, tenho trabalhado numa história que tem como protagonista uma garota com a mesma condição. Esse tema mexeu mesmo comigo e acho que tem de ser discutido sim.

Além de estar terminando a terceira temporada de Arrow, que não é tão boa quanto as outras (nisso todos são unânimes, eu sei, mas eu continuo amando a série como disse antes), comecei a acompanhar Heroes, que não me deixou morrendo de amores quanto a série do Oliver Queen, mas que estou curtindo (será que vou gostar de Heroes Reborn também?)

Além disso, claro, tenho novas paixões musicais, das quais Waxahatchee tem sido a principal. Na verdade, eu procurei o disco Ivy Tripp (o mais novo) meses atrás pra ouvir, mas só encontrei há umas duas semanas. Desde então, sinto arrepios sempre que ouço. Porque ali tem tudo o que aprecio em questão de música: boas letras, bons vocais, e capacidade de te levar pra outros lugares. A good trip. Além do Ivy, tenho ouvido o Cerulean Salt, que é mais antigo, e embora não seja tão bom quanto o novo, também é apaixonante.

Recentemente (na verdade há dois dias), resolvi dar uma chance ao Spotify, e por enquanto tô aprovando o serviço. Por isso aqui tem uma playlist que fiz por lá chamada A forest to a good trip, e que resume um pouco do que tem sido o mês de Agosto pra mim:






E por ora é só isso mesmo ^^ Espero que tenham um ótimo mês de agosto e deletem a má fama que esse mês tem, for God sake.

Um beijo e até o próximo post! =)



Comentários

Leram essa semana